(31 de) Agosto

(31 de) Agosto

Aviso: este post começou a ser escrito às 9h da manhã e foi sofrendo acrescentos ao longo do dia! São 21h32m e as ideias ainda andam aos encontrões na minha cabeça...vamos ver se me consigo fazer entender.


Foto: @thepaperandink

O mês de Agosto foi grande e em grande! Devo dizer que a última semana foi maravilhosa e o dia de ontem foi tal como o mês todo: grande e em grande!
Em Agosto tive ainda mais trabalho, cheguei aos 31, festejei várias vezes o meu aniversário, festejei aniversários de amigas e ontem fez 7 meses que a Matilde nasceu e voltei a recordar a última semana de gravidez! O dia em que preguei uma partida às titis mais fofas e lhes disse à hora de jantar que estava em "trabalho de prato" e elas encheram-me o chat do messenger com mensagens de apoio, força e carinho. Quando lhes disse que elas não tinham lido bem e que eu estava só a preparar o jantar, elas revelaram-se mais "agressivas" e ameaçadoras mas sempre fofas e preocupadas com a Matilde! Claro que este momento vai ficar sempre para a história e há sempre sorrisos a cada lembrança. Uma semana depois tive que tirar foto à sala de partos e dizer: "Agora é que é!" Teve de haver prova para elas acreditarem que a Tildinha ia mesmo nascer e não estava a pregar nenhuma partida!

Se vocês ainda se estão a perguntar o que é que isto tem que ver com o dia do blog, tenho de dizer-vos que tem tudo! Cada uma delas é blogger! Da fotografia, ao lifestyle, passando pela moda e pela beleza, acabamos por nos conhecer e por nos darmos bem ao ponto de poder chamá-las de amigas! E é isto que TODAS NÓS acabamos por dizer: o blog trouxe-nos coisas mesmo boas que estão ao lado de podermos trabalhar com pessoas e marcas que gostamos, de conhecermos quem nos lê diariamente e de recebermos produtos...o blog trouxe-nos pessoas maravilhosas! E as pessoas estão sempre a surgir na nossa vida.


Ontem fui a um jantar com algumas bloggers (algumas das titis) e outras meninas que já conhecia mas apenas de nos cruzarmos nos eventos e outras que ainda não conhecia. É incrível como sem nos conhecermos não há cá timidez e começamos logo a conversar de forma fluída. Senti que a Matilde ganhou mais umas tias pois ela foi recebida com tanto carinho e é aqui que volto aos pensamentos sobre a Maternidade.
Ser mãe é desafiante, chega mesmo a ser desgastante, é estar constantemente a ser posta à prova. Uma espécie de processo de seleção com várias fases que tenho de passar com distinção e provar que mereço o cargo mais prestigiado da empresa.
Os sonos e os sorrisos vão sendo as pistas de que passei à fase seguinte e a cada dia que passa há mais desafios pela frente!
Se num dia foi fácil adormecê-la, isso não significa que nos dias seguintes seja PRO em adormecer a minha filha. Não é por não ter sujado uma babete ao dar a sopa que na refeição seguinte não leve com ela toda na cara como se saísse dum chuveiro (que neste caso é a boca da Matilde).


E se no meio de berros cansados surgem as maiores dúvidas e questões sobre se serei uma boa mãe, quando tudo pára sei que posso não ser a melhor mãe do mundo (porque a nossa mãe é que é a melhor mãe do mundo para nós) mas tenho a certeza que sou a melhor mãe que a Matilde poderia ter! O melhor de tudo é mesmo poder afirmar sem medos aquilo que nunca imaginei ser possível de acontecer: Estou a adorar ser mãe (e sei que isso se vê a léguas)!
Next PostNewer Post Previous PostOlder Post Home