No outro dia, em conversa com uma amiga, falávamos de produtos que realmente gosto e aconselho (que basicamente são aqueles que partilho aqui convosco) e que compro com o meu próprio dinheiro. Às vezes, muitas vezes...vezes demais...as pessoa acham que lá por trabalhar com marca x e y e z tenho tudo grátis e isso não é verdade. É verdade que vou recebendo alguns produtos para testar, mas a maioria das coisas nem sequer parceria com as marcas eu tenho e quando recebo vocês sabem logo através dos diretos e dos instastories. Além disso, ali de lado, conseguem ver as marcas com as quais eu tenho parceria.

O caso da Urban Decay, é um dos muitos em que eu tenho de gastar o meu próprio dinheiro. A maior vantagem em trabalhar com a marca enquanto profissional é que vou comprando os produtos que mais gosto e que valem meeeesmo a pena.

Por exemplo, já vos falei aqui das paletas de sombras Naked. Tenho duas paletas Naked (original), a Naked 2 e já tive a Naked 3. Já vos falei do lápis de sobrancelhas e hoje quero falar-vos dos batons.

Quando a Urban Decay lançou, no ano passado uma gama de 100 batons, foi o extâse nas redes sociais. A parte má é que para Portugal "só" vieram 60. A parte boa é que para Portugal "só" vieram 60. Ou seja, má porque queremos ter as cores todas e boa porque não desgraçamos tanto a nossa conta bancária. De acabamentos acetinados, cremosos, metalizados, a mate, o que não falta é variedade de tons.







Aos poucos e poucos eu lá vou aproveitando os descontos da Sephora para fazer a coleção crescer.

Fotos: Joana Cardoso (Blog thepaperandink)

Num dos últimos posts falei-vos de alguns responsáveis pelos elogios à minha pele. Hoje venho falar-vos do desafio que a Lancôme me propôs:
Um peeling progressivo, de 28 noites, que promete uma pele mais macia, luminosa e revitalizada, com um extra: de redução de eventuais rugas.

Este peeling consiste num produto que se divide em duas fases. No fundo são 2 produtos num só frasco. A fase 1 para as primeiras 14 noites e a fase 2 para as restantes (digo restantes porque acho que a utilizei por 17 ou 18 noites sem notar). O único cuidado que temos de ter é de usar SPF superior a 15 na manhã seguinte. De resto é tudo igual.

O que senti?
A primeira fase aplica-se facilmente pois a sua textura é semelhante à de uma água, bastante fluída e que seca rapidamente.
Ao fim da primeira semana senti logo a minha pele mais macia.
A segunda fase tem uma textura semelhante com uma cor azul e um cheiro mais intenso. Na pele já sentia um ligeiro ardor, umas picadas que passavam ao fim de algum tempo. Ao fim dos primeiros 4 dias a minha pele começou a esfolar na zona do nariz durante 2 dias e mais tarde na zona do queixo e na testa também durante 2dias. Só notei que ela estava a esfolar por usar pó na maquilhagem e usar bases com uma consistência mais espessa. Acredito que se não usasse pó talvez nem chegasse a reparar pois sem maquilhagem não se notava nada.
No final deste mês notei que algumas das minhas marcas mais escuras de borbulhas clarearam bastante, e a minha pele está efetivamente mais luminosa e suave. Quanto às rugas não posso falar pois não tenho assim tantas e não reparei muito nisso.




Fotos: Joana Cardoso (Blog: thepaperandink)
Depois deste, deste e deste posts posso dizer-vos que a coleção aumentou! Não é que eu precisasse seriamente de mais um biberão, mas dava-me jeito ter mais um para o deixar na casa da avó se fosse necessário e para ter pelo menos mais um recipiente para transportar as doses de leite em pó caso saísse de casa por mais tempo. A grande vantagem é que eles encaixam-se uns nos outros ficam todos empilhadinhos sem andarem à solta e perdidos no saco.

Por esse motivo, a minha última encomenda foi mais um biberão (já que traz sempre um recipiente) e desta vez a condizer com uma das chupetas.


 

 Já sabem que têm à vossa disposição o código carlacunhamakeup20 para terem 20% de desconto no site TwistShake.

Estou a pensar encomendar isto ou isto das próximas vezes. O que acham?
Antes de lerem este post, devem ler este para ficarem dentro do contexto. Até podia ir buscar uma fita métrica para comprovar alguns resultados mas não foi preciso. E também não foi preciso um mês para ver alguns resultados!
Independentemente das promessas que as marcas possam fazer, não vou negar: a maior preocupação era a de redução de medidas, principalmente depois daquele barrigão que continuava grande depois da Matilde nascer.

Vocês já devem saber que sou um bocado forreta, por isso, tudo o que são saldos e pechinchas, fazem os meus olhinhos brilhar. Nos saldos de Janeiro, vi uma camisa na Zara por menos de metade do preço original e mesmo sabendo que o meu tamanho sem estar grávida era um XL em peças com elastano, achei que trazer aquela blusa em popelina, sem elastano, no tamanho L era um excelente negócio, mesmo sendo muito pouco provável vesti-la antes do outono!

Acontece que já a estreei e já a usei imensas vezes e vocês já a viram aqui! Já vos disse, através das redes sociais, que a cinta é bastante confortável porque não magoa nem enrola ao sentar. Por isso, tenho adorado utilizar esta cinta que me faz ficar com melhor aspecto e está mais que aprovada por mim!

Conselhos que vos dou:
Das primeiras vezes, tentem vesti-la deitadas. A tabela de guia de tamanhos tem em conta a vossa altura e o vosso peso e é bastante fidedigna apesar de não parecer. Quando tentei vestir a minha cinta pela primeira vez, só consegui apertar um colchete a muito custo e pensei ser necessário trocar por um ou dois tamanhos acima! Disseram-me para experimentar vesti-la deitada ou com ajuda de alguém e a primeira opção serviu. Demorei um bocado, transpirei imenso para conseguir apertar tudo de uma ponta à outra, fiz intervalos para respirar, mas CONSEGUI!

Nos primeiros dias usei-a durante duas ou três horas e fui aumentando progressivamente.

Com o uso, a cinta vai cedendo. Por isso, sinto que cada vez que a lavo ela fica mais justa voltando ao ponto inicial. (No fundo funciona mais ou menos como as calças de ganga.)

Finalmente, podem e devem usar o código carlacunhamakeup para usufruírem de 10% de desconto em todo o site até dia 30 de Junho!


Fotos: Joana Cardoso (Blog: Thepaperandink)

20
APR 20
Podem acompanhar a marca através do facebook (https://www.facebook.com/esbeltbrazilianofficial/) e do instagram (@esbelt_brazilian_official).

Se com a gravidez a minha pele estabilizou um pouco, com a maternidade o caso já é um bocadinho diferente! Digamos que voltou ao que era: oleosa, com algumas zonas com poros mais dilatados e agora já reage novamente ao chocolate, o que significa: borbulhas!

Se por um lado um dos elogios que mais se repete é: "A Maternidade fez-te bem, nota-se na tua pele!" Também devo dizer que se calhar a culpa não é só da Maternidade!

Uma das minhas maiores prioridades na minha rotina diária é a hidratação e ter muito cuidado ao nível da proteção solar para não ver as minhas manchas ficarem mais escuras, por isso tenho testado vários cremes com SPF elevados como é o caso deste, da Oriflame, com SPF 50 UVA/PA++++. Rico em vitamina E e com a tecnologia Pollution Protect, o objetivo deste creme é hidratar e proteger a nossa pele das agressões externas e atrasar o envelhecimento provocado pelo sol.

Em conjunto utilizei à noite as cápsulas faciais de Óleo Nutri6 NovAge. Como a minha pele oleosa queria dar tempo para que ela absorvesse tudo sem comprometer mais a oleosidade que vou sentindo ao longo do dia.


Mas os motivos dos elogios não ficam por aqui. Fiquem atentos aos próximos posts.
Quase que não me lembro de outro ano em que maquilhar as sobrancelhas estivesse tanto na moda como este (e o anterior).

Cada vez mais, as marcas têm gamas de produtos de sobrancelhas mais extensas e completas. Sombras, ceras, máscaras incolores, castanhas e até acinzentadas, gel, lápis "normais" ou lápis de ponta fina e provavelmente estou-me a esquecer de algum produto que por aí ande!

É interessante pensar sobre os produtos que mais gosto e confesso que às vezes até fico "baralhada" se tivesse de escolher o melhor, o ideal, o perfeito! A verdade é que dou por mim também a usar mais do que uma opção nas minhas próprias sobrancelhas. Por isso hoje quero mostrar-vos mais uma opção que adoro utilizar, principalmente nas minhas clientes e em sobrancelhas que não necessitem de muito preenchimento.

Estes lápis retráteis são mesmo muito fininhos, permitindo maior precisão no momento da aplicação. O resultado é mesmo muito natural e subtil porque basicamente desenhamos pêlo a pêlo! Eu aconselho sempre a escolha do tom o mais parecido possível ao tom do nosso pêlo ou ligeiramente mais claro. De qualquer das formas, facilmente encontramos o nosso tom pois a variedade de tons destes lápis é bastante razoável. E eles ainda têm uma escova na outra ponta para pentearmos as sobrancelhas e esbater a cor.





Fotos: Joana Cardoso (Blog: The Paper and Ink)
Qual o vosso método/produto preferido para preencher as sobrancelhas?
Já há algum tempo que não vos falava de coisas que surgiram com a maternidade... Desta vez, venho falar-os de um dos meus maiores pesadelos...LITERALMENTE!

A queda de cabelo foi uma realidade que surgiu relativamente tarde... A Matilde já tem 3 meses e só a meio do 1º mês é que eu comecei a notar esta queda. Antes de engravidar eu achava que me caía cabelo durante todo o ano! É claro que notava maior queda sempre que havia mudança de estação, mas nunca tinha chegado a este ponto! Só a simples noite de sono faz com que acorde numa almofada de fios de cabelo. Noutro dia até sonhei com isto.

Mal dei conta de tamanha queda, tive a preocupação de ver o que poderia fazer para minimizar esta situação. Pesquisei por champôs e todos os produtos que pudesse utilizar para a reduzir rapidamente.

 Como ainda estou a amamentar, nem todos os suplementos são aconselhados. Comecei por utilizar produtos no cabelo que prevenissem danos e ajudassem a reequilibrar o couro cabeludo permitindo então o crescimento de cabelo (novo) saudável.

A Viviscal tem uma linha bastante completa para promover a densidade e volume dos cabelos. E já que me cai cabelo em doses industriais é melhor que o que fique cá tenha volume suficiente para que não se note tanta perda!

Nesta gama podemos então encontrar (além do suplemento alimentar) champô, condicionador, elixir densificador (serum) e umas fibras volumizadoras de ação instantânea que me deixaram mesmo muito curiosa para testar.
Para já utilizo os produtos que são de uso diário e alguns já estão mesmo mesmo no fim.

Quais os vossos maiores pesadelos quanto a cabelos?
Por causa do último post, achei por bem mostrar-vos algumas sugestões de lápis de lábios para conjugarem com os vossos batons vermelhos (ou até de outra cor para criarem o vosso tom). Eu acho bem engraçado quando me perguntam: "Que baton estás a usar?" e eu tenho de responder que é uma mistura de vários tons (lápis e baton).
Sempre que queremos manter a cor de baton o mais real possível, o ideal é usar um lápis de contorno com uma cor semelhante ou então um primer de lábios (um lápis branco que não pinta branco, mas sim transparente).
Este ano, para além dos metalizados, também se usa imenso o efeito "ombré lips". Só precisam de usar um lápis ligeiramente mais escuro ou ligeiramente mais claro que o baton!
Cheio de dicas este post! ;)

Fotos: Joana Cardoso
Qual a vossa tendência de lábios preferida?
Rouge, Red, Rojo, Rosso, Vermelho... e podia percorrer todos os idiomas do mundo... a cor vermelha, em si, acaba por ser universal e este é, sem sombra de dúvidas um deles!


A Lancôme habituou-nos, ou pelo menos a mim habituou-me a batons com cheiro a baton. Isto pode parecer estranho, mas como eu associo cheiros a lembranças, eu acho que a primeira vez que cheirei um baton ele era da Lancôme! Este baton tem um acabamento mate o que permite que ele dure mais tempo nos lábios e é bastante confortável nos lábios. Mesmo assim não o posso comparar a um baton líquido mate relativamente à sua duração. Quanto à cor, é um clássico, aquele vermelho básico nos anos 50 que facilmente se conjuga com um eyeliner preto.

Fotos: Joana Cardoso
Este casaco azul tem uma história! Andava eu a vaguear pela Zara e a dizer: "Preciso de um casaco para o dia-a-dia!..." e já tinha entrado em muuuiiitas lojas sem encontrar o tal. Dou de caras com este azul e vesti-o sem hesitar. Ia eu à procura dum espelho para ver se ficava bem e aparece-me o mesmo modelo em amarelo. Fiquei com o coração dividido. vesti os dois para ver se um tirava o lugar do outro, mas o amarelo é que venceu esta batalha! Podem vê-lo aqui.
Comprei-o e já o desfilei imensas vezes mas continuava a sentir falta do casaco para uso diário, para a meia estação, sem ser demasiado "senhoril" e sem ser demasiado desportivo. Tinha de ter o seu Q! Tanto me gabaram o amarelo e me disseram que me ficava mesmo bem que não resisti em ir buscar o azul.
Este foi o look que usei no sábado para ir ao brunch com as titis mais gatas do pedaço. Acho que já vos tinha dito que não uso carteira/bolsa! Agora uso apenas o saco com as coisas da Matilde e a minha carteira, telemóvel e chaves vão lá para dentro. Por isso, neste look a carteira da Michael Kors foi "roubada" à Liliana Ferreira do blog Chic Reaction. Mas ficou cá lindamente,não acham?

Acompanharam tudo através do insta stories?









Fotos: Joana Cardoso
A Matilde só começou a usar chupeta já quase um mês depois de ter nascido e não foi coisa que ela percebesse logo como funcionava. Demorou algum tempo e só a usa quando começa a chorar. Tínhamos apenas duas chupetas em casa e, ela só pegou na segunda opção.
Toda a gente me fala das dificuldades de trocar de chupeta, que quando se habituam a uma marca/modelo é muito difícil trocar, mesmo quando é para trocar apenas de tamanho há sempre uma pequena resistência dos pequenotes.
Eu sou um bocado "desligada" de certas situações da maternidade. Não sou, nem nunca fui, daquelas pessoas de procurar saber sobre tudo. As situações vão surgindo e eu lá vou aprendendo com elas.

Num jantar em casa de amigos, perguntaram-me se a Matilde punha a língua de fora mesmo sem chupeta porque a que estava a usar não era ortodôntica e posteriormente, esse "hábito" podia ser prejudicial. Para não correr riscos fui logo ao site da TwistShake ver as características das chupetas deles, uma vez que o formato era visualmente semelhante. Eles enviaram-me estas chupetas e a pequena Matilde agarrou logo logo!

As suas chupetas foram pensadas para dar o máximo de conforto à criança uma vez que têm um formato que se adapta à zona da boca e aqueles buraquinhos permitem que a pele "respire" evitando irritações na pele. Elas são ortodônticas para não prejudicar o desenvolvimento dos dentinhos e num silicone bem macio. A "pega" delas é uma espécie de botão bem no centro e que a Matilde tem aprovado! Nas chupetas "tradicionais" ela acabava por engatar os dedos nas argolas e em vez de a deixar na boca, tirava-a! Além disso são giras que se fartam!

Um inconveniente? Para mim era o tal botão em vez da asa. Pois os tradicionais prende chupetas não têm asa para se prenderem com uma laçada. Mas houve solução para isso, só tivemos que os adaptar e ajustar ao seu botão redondo que facilita imenso a vida à Matilde ( e, consequentemente, a mim também).





Vocês também podem ter os produtos da TwistShake com 20% de desconto usando o código carlacunhamakeup20.

fotos: Joana Cardoso
Vocês sabem que sou fã de altas coberturas. Seja em corretores, seja em bases. Por isso, sempre que há um novo produto para testar, cá estou eu para ver se vale mesmo a pena ou não!

A Quem disse, berenice? lançou umas bases de alta cobertura a um preço super acessível (14.90€) com 10 tonalidades diferentes. Confesso que gostei muito da embalagem, pois apesar de não ser a mais glamurosa de sempre, (mas também é difícil para este tipo de produto) é bastante prática para transportar e para utilizar pois assim temos a certeza que usamos até à última gota!

Quanto ao produto, já a testei em diferentes tipos de pele e também com diferentes áreas problemáticas, rosácea, acne, e manchas. TAPOU TUDO! Em alguns casos tive de aplicar uma segunda camada, mas mesmo assim funcionou na perfeição. Esta base não contém óleo na sua composição o que à partida será perfeita para peles mistas e oleosas. Em mim, que tenho pele mista, o que eu notei foi que em dias amenos, não senti necessidade de aplicar ou retocar o pó ao longo do dia. Contudo, em dias de mesmo calor, torna-se mais difícil fazer com que ela não derreta. O uso de primer, pó e/ou fixador são uma grande ajuda para manter tudo no lugar. Por 14.90€ vale bem o dinheiro e posso garantir-vos que é melhor do que certas bases de preços acima dos 35€!
Já experimentaram?
Next PostNewer Posts Previous PostOlder Posts Home