Acabou de chegar a Portugal uma das marcas de maquilhagem mais desejada de sempre! É uma marca brasileira que faz parte do Grupo Boticário e veio alegrar ainda mais os nossos dias.
Com uma filosofia para facilitar a vida de todas as mulheres, com o objetivo de simplificar e contrariar todas as regras que têm sido impostas ao longo dos tempos. No fundo, todas nós vamos poder brincar com a maquilhagem sem regras! Além disso, os preços dos produtos são tããããão acessíveis... Não estejam à espera de embalagens super glamourosas, com  acabamentos metalizados e super shinny. O objetivo da marca era trazer a maior qualidade ao menor preço, por isso as embalagens são simples mas bem divertidas. Sabiam que os produtos são referenciados por nomes? Não há cá batons com números. As cores têm nomes e a certa altura damos por nós a cantar Fafá de Belém com o vermelho, vermelhao, vermelhusco, vermelhante e vermelhão são apenas alguns exemplos. Vamos conseguir encontrar nas lojas mais de 400 produtos e só vamos mesmo sentir dificuldades em controlarmos os nossos desejos.
Eu fui ao evento de apresentação da marca a Lisboa e acho que a maioria de vocês adorou saber tudo ao mesmo tempo que eu, pois eu partilhei tudo através das stories do instagram (sigam-me aqui: @carlacunhamakeup). É lá que acontece tudo em primeira mão!

A primeira loja abriu ontem no Norteshopping e em Lisboa abrem duas até ao final do ano sendo que uma delas é já amanhã.

Nos próximos dias quero muito partilhar convosco aquilo que já tenho estado a testar. E podem ver na foto seguinte que não é pouca coisa!!!
Curiosas?


A minha maior preocupação com a gravidez é: ter a minha Matilde bem. No entanto, há outras coisas merecem certos cuidados.

A primeira coisa que me alertaram, mal souberam que eu estava grávida, foi para o aparecimento de estrias. Aconselharam-me logo mil e uma soluções para que não aparecesse nem um fiozinho de estrias e, mesmo assim, "eu não quis saber"! Quero eu dizer: não paniquei! Olhei para mim, para o meu corpo, para o espelho e vi que o meu corpo já estava marcado por estrias há muito tempo. Já vivo com elas desde a adolescência e nunca foram motivo para eu tapá-las, escondê-las ou deixar de gostar de mim. Mesmo assim pensei que provavelmente se aparecessem muuuuiiiitas estrias com a gravidez em sítios onde não as tive até agora, como é o caso da barriga, não sabia como ia reagir depois. Mentalizei-me que realmente mais vale prevenir que remediar! Todos os cremes anti estrias que me recomendavam custavam entre os 30 e os 40€ e não me apetecia nada dar tanto dinheiro por um creme!
Não vou negar: deixei-me influenciar pelo fator preço e por opiniões que já ouvia há anos enquanto trabalhei na The Body Shop. TODAS mas todas as grávidas que eu atendi por lá iam lá buscar manteiga de cacau. TODAS as recentes mamãs que atendi por lá disseram que usaram manteiga de cacau durante a sua gravidez e que os resultados foram: ZERO ESTRIAS!

No verão ainda apanhei a manteiga de cacau com a embalagem antiga, vinha num stick que faz lembrar um desodorizante. Apanhei-a nos saldos e comprei logo duas embalagens. Na minha última ida à The Body Shop, não havia manteiga de cacau em nenhum dos formatos, já previa que ia ser descontinuada uma vez que tinha pago cerca de 8€ por cada stick no verão. Questionei se havia a pequena probabilidade de ainda existir noutra loja e as meninas foram umas queridas e reservaram-me logo estas duas embalagens. A boa notícia?
Estava a decorrer uma promoção qualquer e voltei a comprar 2 embalagens pelo preço de 1!

Resumindo: Já comprei 4 embalagens de um hidratante maravilhoso pelo preço de 1 creme todo XPTO à venda em farmácias. Ao sexto/sétimo mês de gravidez ainda não encontrei nenhuma estria nova e pelo andar da carruagem, não vou encontrar até ao final da gravidez! Não é maravilhoso?


 Há um "pequeno altar" de produtos YSL cá em casa. Desde lápis de olhos, máscara de pestanas, primer de lábios até ao tipo de produto que abunda em maior quantidade: BATONS. E acreditem que não estão cá todos nesta(s) foto(s).

Lembro-me como se fosse hoje, a minha primeira compra de baton YSL. Era o 33 daqueles cilíndricos que estão a ver ali em cima. Um rosa fuchsia, nada discreto, bem cremoso, pigmentado que dói e duradouro. Uma embalagem poderosa e luxuosa com o seu preço proporcional ao luxo e poder que transmitia cada vez que o usasse. Ainda não o tinha usado até ao fim e já estava a comprar o segundo e terceiro de uma só vez. Entretanto consegui apanhar alguns em promoção (que continuam a ser caros, mas sempre dói menos um bocadinho, não é verdade?) e a coleção foi aumentando. Experimentei novas linhas, novos acabamentos, novas fórmulas e novas texturas. Mesmo assim não consigo decidir qual o meu favorito! Há cores que gosto mais com acabamento vinil (estes já abaixo), há outras que prefiro com acabamento mate e por aí fora. A verdade é que nenhum deles me desiludiu. Não há um que eu possa reclamar ou dizer que não vale o dinheiro, pois todos eles valem cada cêntimo e é isso que eu gosto: fazer compras acertadas, sem arrependimentos, mesmo que um baton custe a "módica" quantia de 20 e tal euros, quase 30!




E vocês? Há algum produto que mesmo não sendo barato, não resistam a comprar?

As minhas últimas semanas têm sido uma correria constante, sempre de um lado para o outro, sem parar!
Entre trabalhos, consultas por causa da gravidez, aulas de preparação para o parto, festas de natal e formações, não sei quantos Kms tenho feito por dia! Ainda na 5ªfeira passada, estive em Gaia, Espinho, Gaia, Espinho, Porto, Espinho... entretanto já era 6ªfeira e já estava em Aveiro e no sábado já estava em Viseu. Uffa... que canseira!

Em dias super agitados como este, ainda por cima com a festa da YSL à noite, para não correr o risco de fazer tudo à pressa, decidi maquilhar-me logo de manhã. À noite só tive mesmo de retocar o baton. Antes da aula de preparação para o parto, econtrei-me com a Lena e fomos à descoberta de Gaia para fotografar. Para este longo dia, a palavra de ordem era, CONFORTÁVEL! Por isso, nada melhor que uma camisola quentinha, umas calças elásticas e uns ténis (já que à noite esperavam-me uns sapatinhos de salto alto)!








 




 Look:
Poncho: Zara (já tem anos)
Camisola: Primark
Calças: Vero Moda (El Corte Inglés)
Ténis: Adidas - Superstar
Mala: Stradivarius





Já não me lembrava do que era ter um fim de semana inteirinho de folga. Daqueles em que me desliguei quase por completo do telemóvel (no domingo nem lhe toquei!), das redes sociais e me deixei envolver por tudo!

[Neste momento só espero que a minha médica não esteja a ver este post, mas se estiver: "oh Doutora, uma vez não são vezes!" ]


Fomos até Viseu passar a tarde com uns amigos (aaaaiii como o tempo passa a correr), aproveitamos e fomos mais cedo e almoçamos por lá. Se há amigos por lá, antes de recorrermos ao TripAdvisor, recorremos a quem é da zona e aceitamos as sugestões. Fomos ao Maria Xica, mesmo na Sé de Viseu. Por fora, a pedra dá um ar rústico e por dentro a decoração permanece no mesmo estilo.
Escolhemos uma mesa para 2 bem no cantinho da sala. Gostei muito por não ser apenas uma cadeira para cada um, mas sim um sofá.





 Para menú, optamos por escolher vários petiscos para a nossa refeição. As entradas eram óptimas, vários tipos de pão, azeitonas, paté e um azeite avinagrado! Depois pedimos picapau, folhado de alheira, frango panado com molho de mostarda e mel e ainda umas migas para acompanhar. A minha maior surpresa foi o picapau, pois normalmente não gosto de nada que tenha pickles, mas o meu preferido foi o frango com o molho de mostarda e mel, não sobrou nenhum pedacinho!







Deixem-me como sugestão os vossos restaurantes e pratos preferidos. Já que vou andar de um lado para o outro nos próximos tempos até pode ser que eu siga as vossas indicações ;)


Se bem me recordo foi na altura do verão que experimentei a linha de Nativa SPA com aroma de Lichia. Para mim a Lichia é aquela fruta que cai sempre bem, seja verão, seja inverno.

Como sabem, no meio de tanta agitação e correria, a escolha recai muitas vezes sobre os produtos que sejam de utilização fácil e mais prática. O óleo de banho foi isso mesmo até... acabar! Ele foi sempre utilizado no banho, no corpo todo e confeso-vos que punha completamente de parte a utilização da loção hidratante, pois este óleo promete até 30horas de hidratação.
Quanto ao tempo de hidtratação, isso não vos consigo garantir, mas que deixa a pele bem suave e com um cheirinho maravilhoso...isso deixa!


Como o óleo acabou há algum tempo, já ando com a loção a uso dia sim, dia sim senhor! Qualquer dia vão ver por aqui as outras embalagens vazias ;)
Eu nunca fui aquela criança super feminina, com queda para o ballet e para as danças. Sou uma pé de chumbo que gosta de dançar à vontade. Entenda-se que a palavra dançar associada a mim pode ser um insulto para quem efetivamente o faz. Eu cá ... abano-me, mexo-me... por aí!

Mas lá por não o saber fazer, não quer dizer que não admire tudo o que está associado ao ballet, desde os "tutus" (acho que é assim que se chamam), aos cabelos bem apanhados em puxos que fazem lifting às expressões das bailarinas. Este ano conseguimos ter ainda mais coisas para associar ao ballet.
O Boticário lançou uma coleção "Urban Ballet" com produtos que nos fazem apaixonar a cada abertura de embalagem. Esta coleção está associada à linha Make B. e, vocês sabem que, esta linha tem os meus blushes favoritos. Este não ia ser exceção.



A embalagem só por si já é encantadora e delicada. O produto não podia ser melhor. Trata-se de um duo de cores (rosado e acastanhado) que se aplicam de forma tão subtil e maravilhosa. Foram precisos vários dias até ganhar coragem para lhe espetar com a primeira pincelada, mas a partir do momento em que o estreei passou a ser o meu blush do dia-a-dia!

Já conheciam esta linha? Qual o vosso produto favorito?
Enquanto escrevo este post já posso dizer que estou mais calma! No entanto, não sei se vou conseguir manter-me assim por muito mais tempo porque isto mexeu mesmo mesmo mesmo muito comigo! Mas vá...vamos ao post.

Eu posso não ser a pessoa mais atinada deste mundo, mas se há coisa que eu sou consciente e que tenho bastante atenção é a tudo o que envolve estacionamentos, paragens em sítios proibidos, e coisas que possam transtornar os outros condutores ou peões. Posso andar meia hora à procura de estacionamento, mas recuso-me a parar em segunda fila, linhas amarelas ou em frente a portões etc e tal.

Ontem fui a mais umas consultas e tive o cuidado de estacionar num ESTACIONAMENTO, PAGUEI parquímetro e fui à minha vidinha. É certo que a hora do ticket passou e até já estava a contar pagar uma "multazinha". O que eu não estava à espera é que houvesse um cenário pior! Vocês não estão bem a ver o meu pânico quando passo o estacionamento e não vejo o carro. Primeiro pensei que o tivesse estacionado noutro sítio e que já não me lembrava. Depois pensei que se calhar, não tinha trancado o carro e que mo tivessem roubado. Acreditei mais nesta hipótese. Até que perguntei às pessoas dali da zona se não tinham dado conta de algo suspeito em plena luz do dia. Responderam-me com "ar de pena": "Menina, o mais provável é ter sido rebocado!". E FOI!

Para além de toda esta situação que me deixou com os nervos em franja, com as lágrimas a escorrer pela cara abaixo e com o carro a mais de 3 Kms de distância do sítio onde o tinha deixado (que não eram 3, mas sim 6), e de me terem dito: "A pé demora um pouquinho, com essa barriga então deve demorar mais. É melhor chamar um táxi!" foi então que pensei: "Um táxi o caraças! Vou mas é chamar um Cabify." 

Nunca pensei que isto desse um post. A verdade é que em momentos como estes eu não queria ouvir ninguém a dar palpites e a revoltarem-se com "a cambada de ladrões" e de "caça à multa" porque "o natal está aí à porta" e "querem é ganhar mais um subsídio de natal". Por isso, esta experiência com a Cabify veio mesmo a calhar. Uma viagem traquila, segura e calma. O senhor até teve o cuidado de baixar o volume do rádio pois percebeu que eu não estava com vontade de ouvir mais nada naquela altura. Ele até pediu informações por mim, porque a única coisa que me disseram sobre a localização do carro foi "ali na estrada de Avintes, na Av. Vasco da Gama" nem nº da porta, nem pontos de referência. Se eu algum dia imaginei que ia precisar de um carro para ir buscar o meu? Não! Nunca na vida. Mas é nestas alturas que agradecemos que estes serviços existam porque não havia metro, nem autocarro que lá chegasse! E a viagem ficou por 3.50€ mesmo saindo do centro da cidade.

Desculpem não acompanhar este post com fotografias, mas como devem imaginar, foi coisa que nem sequer me ocorreu tal era o desespero. Já sabem que podem ter deconto de 12€ na vossa primeira viagem usando o código "MAKECABIFY".


Tinha eu acabado de anunciar (e de cair em mim) o assunto da gravidez e as tropas já se movimentavam para que a gravidez tivesse tudo a que tem direito!

Eu sempre achei giro a ideia de fazer sessões fotográficas durante a gravidez pois são aquelas recordações para mais tarde recordar. É claro que cada um faz do seu jeito: algumas mamãs optam por ficar com a barriga à mostra, outras nem por isso. Umas fazem com o pai da criança e outras fazem-no sozinhas. Umas em ambientes de praia outras em jardim.

Eu posso-vos dizer que sou uma sortuda por poder ter mais do que uma sessão de gravidez. E assim fico também com a oportunidade de ir registando várias fases, vários momentos e também diferentes cenários, intervenientes e registos.
Ontem foi dia de estreia! A Joana Cardoso foi a responsável por estas fotos. Tentamos criar um ambiente agradável, simpático e acolhedor, para contrariar o frio que se fez sentir. A Lena cedeu o espaço para nos sentirmos mais à vontade, sem pressas e bem descontraídas. O lema é: APROVEITAR ao máximo porque é uma horinha que passa bem rápido.
Para além das fotos que vos vou mostrar mais à frente, vou deixar-vos algumas dicas que acho pertinentes para prepararem a vossa sessão.

1) É mesmo muito importante que nos sintemos à vontade com o fotógrafo em questão, que conheçam o trabalho dele, que se identifiquem e para depois deixarem as coisas fluir.

2) Antes do dia, inspirem-se!
Consultem o google, o pinterest ou hashtags. Falem com o fotógrafo a vossa ideia e estejam abertas a sugestões. Às vezes é difícil manter o foco porque vemos tanta coisa gira e queremos fazer tudo. Sejam criativas, mas pragmáticas!

3) Sejam proativas e preparem tudo previamente. Não deixem as coisas no imaginário e ponham mãos à obra. A ideia que eu tinha em mente continha flores e um baloiço então fui à florista e encomendei umas correntes de heras para decorar as próprias correntes do baloiço. acrescentei um tapete fofinho para tapar o banco e depois umas lanternas, manta e acessórios para complementar tudo. Há quem acrescente os primeiros pertences do bebé, sejam os sapatinhos, o primeiro peluche ou ate uns babetes.

4) Se forem envergonhadas escolham lugares mais recatados e sossegados. Eu não sou nada envergonhada, mas nestas situações não gosto de confusão, nem de "mirones". Por isso, aceitei a ajuda da Lena que cedeu o jardim da sua casa. Assim conseguimos decorar o espaço sem haver stresses de sítios públicos, sem haver curiosos a parar para assistir, etc.

5) Escolham uma roupa com que se sintam bem, que vos faça sentir bonitas e confortáveis. Mesmo já estando com uma barriga generosa, continuo a usar o mesmo estilo de roupa que usava antes. (ou pelo menos tenho-me esforçado para isso) Ninguém é obrigada a exibir a pele da barriga. Se não querem, se bão se sentem à vontade ou se está frio, então tapem-na. Haverá sempre posições que lhe darão mais destaque, por isso, não se preocupem!

6) Assumam os kilos extra! SEM MEDOS! Nem toda a gente tem o metabolismo (e a força de vontade) da Carolina Patrocínio ou da Ana Rita Clara que continuaram super magras e elegantes durante toda a gravidez. É absolutamente normal ganharmos peso. E por muito que queiramos que seja só a barriga a crescer, a realidade (na maioria das vezes) é outra: TUDO CRESCE (mas dizem que deixa saudades por isso, não vamos dar demasiada importância)!

7) Aproveitem cada click mesmo que o fotógrafo esteja literalmente em cima de nós! Às vezes dá "medo" pois parece que estão demasiado perto e achamos que se vai notar a borbulhinha no queixo ou o pelito das sobrancelhas que ainda não dava para arrancar. Muito provavelmente eles vão focar outra coisa qualquer e nem se vai dar conta disso!

8) NÃO peçam logo logo para ver as fotos. As primeiras são de teste e ainda estamos todos a "ganhar coragem". Deixem passar meia hora e peçam para ver 2 ou 3. Tentem não se chatas e se estiverem a adorar o resultado: DIGAM! Se houver alguma coisa que vocês possam mudar então: CORRIJAM e peçam para repetir mas SÓ SE for mesmo muito importante e urgente. Às vezes as fotos demasiado "ensaiadas" ficam mal e se continuarem a insistir só vão estar a preocupar-se em vão e a criar tensão.

Agora vamos ver algumas fotos! Aviso já que não consigo escolher qual gosto mais!













Gostaram das dicas? e das fotos?
Next PostNewer Posts Previous PostOlder Posts Home